quinta-feira, 17 de setembro de 2009

A festa das Chagas do Seráfico Pai.


No dia 17 de Setembro, a Família Franciscana e os fiéis devotos de São Francisco de Assis celebram a festa das Chagas do Seráfico Pai.

É uma data muito importante, pois enfatiza o amor de Francisco pelo crucificado.
Segundo relatos de I Fioretti, Deus enchia a vida de Francisco, como o sol enche o mundo.
Conversava com ele por horas inteiras. Reconhecia Deus nas árvores, nas pedras, no vento, na água e até mesmo nos vermezinhos, mas principalmente em seus irmãos mais necessitados. Toda e qualquer criatura manifestava-lhe a imensidão do poder do Altíssimo.

Nas alturas do Monte Alverne, Francisco, num momento de intimidade com Deus, implorou de joelhos com os olhos voltados para o sol nascente: “Meu dulcíssimo Senhor Jesus Cristo, duas graças te peço: a primeira é que em vida eu sinta na alma e no corpo, o quanto for possível, aquelas dores que tu, Divino Senhor, suportaste na hora de tua paixão; a segunda é que eu sinta no meu coração, aquele infinito amor pelo qual, tu, filho de Deus, estavas inflamado para voluntariamente suportares tal paixão por nós pecadores”.

E então, naquele dia 17 de Setembro de 1204, do céu desceu, como um meteoro incandescente, iluminando o Monte alverne, um Serafim com seis asas de fogo, e chegando mais perto o irmão percebeu, embaixo das asas, o amado crucificado.

O delírio apoderou-se do pobrezinho de Assis; era medo, júbilo, admiração, gozo embriagador e dor sobre-humana. Minutos depois, sentiu como um raio a abater-se de forma abrasadora sobre seu corpo. Francisco estava crucificado. Foi essa a primeira vez que os estigmas da paixão de Cristo se reproduziram em uma criatura humana.

Irmãos, que nesse dia possamos parar um pouco nossas atividades secular e elevarmos os nossos pensamentos a Deus, como fez Francisco por amor ao seu ideal, e possamos viver esse momento como cristão e franciscano.

Fonte: blog OFM

Abraço

Elizabete Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário