quinta-feira, 18 de setembro de 2008

ESPIRITUALIDADE FRANCISCANA - FESTA DA IMPRESSÃO DAS CHAGAS DE NOSSO PAI SÃO FRANCISCO

No dia 17 de setembro a família Franciscana celebra a Festa da impressão das chagas de Nosso pai São Francisco. A palavra impressão é uma Tradução da palavra grega estigma que significa marca ou sinal e é usada para &lar dos sinais que as chagas de Jesus deixaram no corpo dele, mas, também em outras pessoas no decorrer da história da salvação. Paulo na sua carta aos Gálatas fala "que ninguém me moleste pois eu trago em meu corpo as marcas de Jesus."( cf.Gál. 6,17).

Posteriormente, temos como exemplo mais famoso o nosso Pai São Francisco.

"O fiel servo e ministro de cristo, Francisco, dois anos antes de entregar a Deus o espírito, tendo iniciado, num lugar elevado e solitário chamado Monte Alverne um jejum de 40 dias em honra do arcanjo são Miguel, mais do que de costume, infundiu-se nele a suavidade de elevada contemplação, e, inflamado em desejo mais ardente das coisas celestes,começou a perceber dons vindos do alto." ( Legenda Menor de dão Boaventura).

Para Francisco o Monte Alverne é um lugar abençoado por Deus para acontecer grandes coisas. Quando saúda este lugar pela última vez, ele cita o SL. 68,17 "Montanha de Deus! Montanha santa! Montanha em que Deus se compraz em morar", porque nesta montanha Francisco recebeu a graça de identificação total com Cristo através das chagas impressas no seu próprio corpo. Aqui temos o mistério do Monte Alverne para Francisco. È o cúmulo da busca de sua identificação com o Cristo pobre e crucificado.

O Monte Alverne é a expressão geográfica da busca espiritual permanente de Francisco a Deus pai através do seguimento de Jesus Cristo. Este monte, com suas imersas crateras das rochas e as cavernas, fazia-o lembrar a paixão e morte de Jesus no Calvário. Para Francisco as rochas desta morte do salvador. E este lugar geográfico que o leva ao mais sublime grau de contemplação e identificação com o Senhor. Na solidão deste monte ele é livre para se aproximar mais profundamente do amado. Francisco chega a um estado místico mais puro possível com a impressão das chagas do Senhor no seu corpo. Aquele que sempre se sente pobre e pecador, experimenta, neste lugar, a misericórdia imensa de Deus através das Chagas de Jesus no seu corpo.

Francisco nos convida também hoje a sermos pessoas que buscam o cristo Pobre e crucificado. As chagas de Jesus impressas no nosso tempo são os pobres e abandonados, os excluídos e marginalizados, são situações de injustiça e desrespeito dos Direitos Humano, são todos os atos e situações que negam a vida a pessoa e a toda criação. São estas as pessoas que recebem o amor preferencial de Jesus quando ele fala que veio "para que todos tenham a vida, a vida em abundância" (cf. 10,10). Porque as chagas de Jesus para Francisco não são o fim, e sim o grande sinal de vida. As chagas se transformam em vida no Ressuscitado e nos convida as sermos hoje também sinais de vida e esperança neste mundo tão sofrido.

Frei Marcos Osmar, OFM.
Assistente Espiritual - JUFRA Regional NEA3

Nenhum comentário:

Postar um comentário